Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimos verbetes do dicionário on-line > Manuel Vieira Tosta, visconde e marquês de Muritiba
Início do conteúdo da página

Manuel Vieira Tosta, visconde e marquês de Muritiba

Publicado: Quinta, 22 de Agosto de 2019, 12h18 | Última atualização em Quinta, 22 de Agosto de 2019, 12h47

Nasceu em Cachoeira, Bahia, em 12 de julho de 1807. Iniciou o curso de direito na Universidade de Coimbra (1828), Portugal, mas formou-se pela Faculdade de Direito de São Paulo em 1831. Atuou como chefe de polícia em Cachoeira, juiz de fora em Cabo Frio, Macaé e Campos, juiz de direito em Cachoeira e Salvador, juiz dos feitos da Fazenda Nacional em Salvador (1842) e desembargador na Relação de Pernambuco (1843) e do Rio de Janeiro (1853), aposentando-se como ministro do Supremo Tribunal (1857). Conservador, foi deputado geral pela Bahia (1838 e 1848) e presidente das províncias de Sergipe (1844), Pernambuco (1848) e Rio Grande (1855). Foi ainda ministro da Marinha (1849), da Guerra (1849 e 1868), da Justiça (1859 e 1870) e presidente da Associação Central de Colonização (1858). Membro do Conselho de Estado (1849), foi agraciado com os títulos de comendador da Imperial Ordem de Cristo (1841), dignitário da Ordem Imperial do Cruzeiro (1849), comendador da Imperial Ordem da Rosa (1858), além de barão (1855), visconde (1872) e marquês de Muritiba (1888). Morreu no Rio de Janeiro em 22 de fevereiro de 1896.

 

Fonte

CABRAL, Dilma et al. Ministério da Justiça 190 anos: justiça, direitos e cidadania no Brasil. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2012.

Fim do conteúdo da página