Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Gaspar de Sousa

Acessos: 1231

Nasceu em Portugal, em [1550]. De família aristocrática, era filho de Álvaro de Sousa, que serviu à monarquia portuguesa na Índia (1537) e, no início da União Ibérica, integrou o conselho de Felipe II, e de d. Francisca de Távora, irmã de d. Cristóvão de Moura, 1º marquês de Castelo Rodrigo. Começou sua carreira como pajem e moço fidalgo, tendo participado da batalha de Alcácer Quibir (1578), onde foi preso e pagou o resgate exigido pela sua liberdade com os seus próprios recursos. Por sua bravura recebeu comendas, honrarias e uma tença da fazenda real de 80 mil réis por ano de d. Felipe II, de quem tornou-se gentil-homem da boca. Participou dos combates navais nos Açores (1582) contra a frota francesa, e foi o capitão de tropas portuguesas na Invencível Armada espanhola (1588), contra a Inglaterra, além de ter atuado na formação de terços portugueses para a guerra contra a França e a Holanda. Foi nomeado para o cargo de governador-geral do Estado do Brasil, por Felipe III, com a incumbência de combater e expulsar os franceses que ocupavam o Maranhão, tendo recebido o regimento escrito em Lisboa a 6 de outubro de 1612. Garantiu o domínio ibérico do Maranhão, derrotando e expulsando os franceses (1615). Empenhou-se em ocupar e explorar como forma de defesa militar do território, avançando na conquista do litoral. Recebeu inúmeras mercês, como a do hábito de cavaleiro da Ordem de Cristo, as comendas de São Salvador de Anciães, de Nossa Senhora do Touro, e da Ordem de Cristo, do bispado da Guarda. Fez parte do Conselho de Estado (1591). Permaneceu no cargo de governador até 1617. Morreu no [Porto], Portugal, em [1627].

 

Bibliografia
CARDOSO, Alírio. A conquista do Maranhão e as disputas atlânticas na geopolítica da União Ibérica (1596-1626). Rev. Bras. Hist., São Paulo, v. 31, n. 61, p. 317-338, 2011. Disponível em: <https://goo.gl/XX7qsR> . Acesso 7 dez. 2015.

CORREA, Helidacy Maria Muniz. A conquista do Maranhão e Grão-Pará na política ibérica. Disponível em: <https://goo.gl/VPxrgm> . Acesso em: 3 ago. 2016.

COSENTINO, Francisco Carlos. Governadores Gerais do estado do Brasil (Século XVI-XVII). Ofício, regimentos, governação e trajetórias. São Paulo: Annablume, 2009.

____. Enobrecimento, trajetórias sociais e remuneração de serviços no império português: a carreira de Gaspar de Sousa, governador-geral do Estado do Brasil. Tempo, 13(26), 225-253. Disponível em: <https://goo.gl/v7ftEf> . Acesso em: 3 ago. 2016.

Fim do conteúdo da página