Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

John Mawe

Publicado: Segunda, 13 de Fevereiro de 2017, 13h54 | Última atualização em Quinta, 19 de Julho de 2018, 19h24 | Acessos: 2849

Nasceu em Derbyshire, Inglaterra, em 1764. Naturalista, mineralogista e comerciante de minerais, dedicou-se por quinze anos a viagens marítimas com fins científicos e comerciais. Em fins do século XVIII já havia explorado minas na Inglaterra e na Escócia em busca de exemplares mineralógicos para a coleção do rei da Espanha, Carlos IV. Em agosto de 1804 seguiu em viagem pelo Rio do Prata, aportando inicialmente em Cádiz, onde seu navio foi retido. A guerra entre Inglaterra e Espanha pela disputa do comércio colonial levou-o à sua prisão em Montevidéu, em 1805, sob suspeita de ser um espião inglês. Foi libertado em 1806, por ocasião da chegada das tropas britânicas, seguindo viagem em direção ao Rio de Janeiro. Chegou ao Brasil um pouco antes da família real portuguesa se transferir para a colônia americana. Realizou diversas escalas no sul, tendo alcançado Santa Catarina em 1807. No Rio de Janeiro foi recebido por d. João VI e com o apoio de d. Rodrigo de Sousa Coutinho, o conde de Linhares, foi o primeiro estrangeiro a obter permissão para visitar as jazidas das Minas Gerais e outras regiões do interior entre os anos de 1809 e 1810. Registrou em livro sua experiência de campo em Minas Gerais, Travels in the Interior of Brazil, particularly in the Gold and Diamond districts of that Country, editado em 1812. Sua obra foi reconhecida e traduzida para várias línguas, mas somente em 1944 para o português. Retornou à Inglaterra em 1811, abriu uma loja em Londres e dedicou-se a escrever livros sobre mineralogia como Treatise on Diamonds and Precious Stones (1813), Catalogue of Minerals (1815), Descriptive Catalogue of Minerals (1816), Familiar Lessons on Mineralogy and Geology (1819), Instructions for the use of the Blow-pipe and Chemical Tests (1822), The Linnaean System of Conchology (1823) e Amateur Lapidarys guide (1827). Morreu em Londres, em 1829.

 

Bibliografia
BARREIRO, J. C. Imaginário e viajantes no Brasil do século XIX: cultura e cotidiano, tradição e resistência. São Paulo: Editora UNESP, 2002.

MAWE, John. Travels in the Interior of Brazil, particullarly in the Gold and Diamond Districts of that Country. London: Longman, 1812. Disponível em: <https://goo.gl/mGTtSP> . Acesso em: 18 mar. 2015.

VAINFAS, Ronaldo.“John Mawe” In: VAINFAS, R. e NEVES, Lúcia Bastos P. (org.) Dicionário do Brasil Joanino 1808-1821. Rio de Janeiro: Objetiva, 2008.

Fim do conteúdo da página